quarta-feira, 16 de junho de 2010

Sob os olhos de Cristina

Posted in by Pedro Freire | Edit

Desde o ônibus eu já tinha percebido que boa coisa não poderia sair daquela festa, sabe? O comentário infeliz daquele Viking... Ufff... Tão desinteressante... É por essas e outras que eu não me vejo curtindo uma cervejinha com graduandos. Eles vivem confundindo liberdade com libertinagem. Nem uma docente já na flor da idade como eu pode se dar ao luxo de ir a uma festa sem ter sua existência agredida pela falta de tato desses alunos...


É um absurdo. Enfim, como sempre, eu e meu cigarro tentamos abstrair...


Logo na chegada da festa me acontece uma coisa completamente desagradável: uma meninota cai ali, na minha frente. Isso me dá um chilique... É gente caindo pra cá, e outros caindo pra lá... Ai ai...


Abstrair mais uma vez (ou ao menos tentar).


Já no salão, fui direto para balcão fumar um cigarro e tomar uma cervejinha. Um bicho daqueles voadores, cumpridinhos, que vivem dando rasantes na piscina (qual é o nome mesmo... ah sim! Libélula!) veio e pousou levemente no meu copo. Fui espantar o pobrezinho e... Opa! Matei o bicho! Eu juro que não foi a minha intenção! Gente... Mas uma Libélula? Que que uma libélula ta fazendo na festa da Unesp?


De repente, percebi que o cadáver não era tão cadáver assim... Passou voando perto da cabeça de uma pessoa. Quando fui abrir a minha boca pra avisar, desapareceu. Quase me perguntei se não era a alma do bicho, mas prefiro não pensar nessas coisas que dão medo...


A cervejinha ficava cada vez mais gelada enquanto a música estava começando a esquentar de verdade. Realmente, apesar do péssimo público, a festa quase estava aturável.


Foi quando o DJ resolveu tocar Bee Gees...


Gente... Por favor! Nada contra os meninos... Mas quem em sã consciência resolve tocar Bee Gees numa festa como aquela? É quase uma afronta à inteligência das pessoas! Onde mais se toca BEE GEES além de festas estilo sessenta/setenta?! Seria tão bom se as pessoas se atualizassem de vez em quando!


Em bom português, pra mim o que já estava mais ou menos ficou uma bosta. Peguei a minha bolsa, liguei pro argentino vir me buscar, e me retirei do recinto, não sem antes virar a minha cervejinha, é claro, que estava valendo a pena.


Gente... É por isso que as coisas não dão certo! A boa vontade de alguns nem sempre se sobrepõe à incompetência de outros! Vou tentar limitar melhor os lugares que frequento...

5 Comments


  1. Mrs. D. says:

    Muuuito bom!!! Adorei!

    17 de junho de 2010 19:49

  2. Cinthya says:

    uahuuauahaua morri!!!imaginei toda a cena e ri, ri, mas eu ri.... muito bom meninos! adorei!

    17 de junho de 2010 20:00

  3. Bruno Rizzo says:

    Eu Ri. Muito ahauhauahauhau

    19 de junho de 2010 09:56

  4. Apolo says:

    Impressionante, mas kd o resto dos acontecimentos desse blog que estava parado a mais de ano?

    30 de junho de 2010 06:35